RVA - VRML
ENTRADA >   VRML > Conceitos e Instalação

Conceitos e Instalação

VRML - VIRTUAL REALITY MODELING LANGUAGE: Conceitos e Instalação
Claudio Kirner


1 – CONCEITOS

VRML é uma linguagem de modelagem de objetos e ambientes virtuais, denomindada inicialmente como “Virtual Reality Markup Language”. Ela foi desenvolvida por Mark Pesce e Tony Parisi que construiram, em 1994, um protótipo de navegador 3D para a WWW, chamado Labyrinth. Usando a estrutura do “Open Inventor”, cedida pela Silicon Graphics e os conhecimentos desses e de outros pesquisadores, foi desenvolvido o VRML 1.0, sendo apresentado em outubro de 1994, na Second International Conference on the WWW, em Chicago. Cabe ressaltar que tantos os pesquisadores, quanto as empresas, que participaram desse empreendimento, não patentearam o VRML para si, disponibilizando sua especificação para uso livre como não-proprietário e de domínio público. Isto impulsionou o desenvolvimento da Realidade Virtual no mundo, sendo uma das primeiras iniciativas bem sucedidas de software livre.
O VRML trabalha com objetos 3D no espaço baseado nas coordenadas X, Y, Z, onde X é o eixo horizontal, Y é o eixo vertical e Z é o eixo de profundidade.
As medidas são dadas em metros, usando a notação inglesa, ou seja, digitos fracionários com o uso de pontos (ex. 0.25). Não pode usar vírgula.
O sentido positivo é para a direita, para cima e para  frente.
Pode ser usada a regra da mão direita (Fig. 1) para memorizar essas características – colocando a mão em frente ao monitor com indicador voltado para cima, o polegar voltado para a direita e o dedo médio voltado para o usuário. O polegar é o eixo “X”, o indicador o “Y” e o dedo médio é o “Z”, com os sentidos positivos indicados pelas pontas dos dedos.


Fig. 1 - Regra da mão direita para translações

No caso das rotações, usa-se também a regra da mão direita (Fig. 2) para verificar-se o sentido positivo (como se faz com os momentos, estudados em física). Coloca-se o polegar no sentido positivo de um eixo e a posição de rotação dos dedos é a rotação positiva. O sentido inverso é negativo.


Fig. 2 - Regra da mão direita para rotações

Os números devem ser colocados de acordo com a notação inglesa, usando ponto para separar a parte inteira da fracionária (ex: 34.27) - não use vírgulas para isto.

Os ângulos são dados em radianos, de forma que 360 graus correspondem a 2*pi radianos = 6.28. Na Internet, podem ser encontrados conversores de Graus para Radianos e vice-versa.
As cores usam o código RGB (Red, Green, Blue). Para obter uma cor, basta combinar o percentual dessas três cores, variando de 0 a 1. assim, o Vermelho é (1 0 0), o Verde (0 1 0) e o azul (0 0 1). O amarelo é (1 1 0). Uma outra cor pode ser dada como (0.5 0.8 1.0), usando sempre números iguais ou menores que 1 e ponto para separar a parte fracionária.

2 - INSTALAÇÃO DO PLUG-IN PARA A VISUALIZAÇÃO DE MUNDOS VIRTUAIS MODELADOS COM VRML

Existem vários plug-ins, mas o mais popular é o Cortona.
Para sua instalação em um Browser, entre em:
http://www.parallelgraphics.com/products/cortona/
Clique no botão "Install Cortona VRML Client 4.2" e aguarde a página de instalação.
Clique no botão "Install now!" e aguarde o aparecimento de um cubo girando na janela à esquerda do botão.
Quando o cubo aparecer girando (Fig. 3), voce instalou o Plug-in com sucesso e estará pronto para visualizar objetos virtuais modelados com VRML e mundos complexos.


Fig. 3 - Cubo girando depois da instação do Cortona

Em caso de problema ou dificuldade, faça a instalação manual, seguindo as instruções do site.

Veja o exemplo de um trem animado disponível no link: http://grandm.free.fr/apprend/vrml/train.wrl

Quando ele aparecer (Fig. 4) , clique nos controles laterais com o mouse. Depois, leve o cursor do mouse para a área central  e, mantendo o botão esquerdo do mouse apertado, arraste-o para cima/para baixo e para os lados para ver o que acontece.

Fig. 4 Trem animado com som - clique na figura para carregar o objeto

Para ver mais exemplos de objetos e ambientes virtuais, pesquise no Google ou outro mecanismo de busca por: VRML examples.

Clique nos arquivos do tipo *.wrl (normalmente representados por uma borboleta, conforme a Fig. 5) e visualize os objetos ou mundos virtuais no Browser, interagindo através dos controles laterais e do mouse.


Fig. 5 - Arquivo representando o cubo - clique na figura para carregar o objeto

Para aprender a trabalhar com VRML, o interessado pode buscar livros e tutoriais disponíveis na Internet, pesquisando: “VRML Tutorial”, tanto em Ingles quanto em Português – há milhares de tutoriais disponíveis.

Um tutorial bem simples e fácil de testar pode ser encontrado em:

http://www.inf.pucrs.br/%7Epinho/CG/Aulas/Vrml/Vrml2/vrml2Pinho.htm

Outro tutorial mais sofisticado pode ser visto em:

http://www.cs.iupui.edu/~aharris/webDesign/vrml/

Bom trabalho!